origem

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Hertha 1 - 1 Benfica



Meio caminho andado para os 1/8 de final da Liga Europa.
Um empate com golo marcado fora nas competições da UEFA é sempre positivo.
Repetimos o resultado da temporada passada mas desta vez não estamos na fase de grupos, estamos a 90' de resolver a eliminatória na Luz e nem precisamos de ganhar para afastar um dos representantes alemães na prova.

É certo que este Hertha está mais fraco que aquele que encontrámos na época passada, está no último lugar a caminho da Bundesliga 2. e o Benfica é favorito no duelo. Por isso havia esperanças de vencer em solo germânico, o que seria a primeira vez na nossa história, e trazer um resultado mais confortável.

A verdade é que eu já conhecia este filme. Não há muito tempo por esta altura do ano foi a mesma conversa. Sai o Nuremberga no sorteio que também ia no seu calvário interno a caminho da segunda divisão. Tudo a a apontar para um duelo fácil e depois foi o que se viu. Estivemos eliminados da Taça UEFA a escassos minutos do fim do jogo que os alemães venciam com justiça por 2-0 após o 0-1 da Luz com golo de Makukula.
Foi Di Maria que salvou o Benfica em cima do minuto 90, e depois veio um 2-2 milagroso já fora de contexto.
O mesmo Di Maria que na época passada fez o nosso golo em Berlim e hoje repetiu a proeza e marcou na outra baliza do mesmo estádio.

O golo madrugador de Di Maria teve o mesmo efeito na equipa que o golo de Saviola no Bonfim. Os jogadores acomodaram-se, sentiram que o adversário estava controlado e que mais golos iriam aparecer.
Tal como em Setúbal um auto golo nosso dá o empate a um adversário que nada fez para lá chegar.
Depois controlámos o jogo e tentámos com equilíbrio chegar a mais golos.
Como do outro lado não estavam propriamente tijolos do muro de Berlim tivemos que sofrer e aguentar o entusiasmo germânico que vê nesta eliminatória a salvação da época. Foi um jogo normal em que o Benfica podia ter resolvido cedo mas complicou tudo com o auto golo e alguma hesitação na hora de atacar.
Foi muito mais tranquilo do que a época passada mas ainda houve alguns calafrios que podiam ter sido bem suavizados se o árbitro marcasse o penalti sobre Ramires que toda a gente viu.
Não houve penalti, não houve mais golos, houve realismo. Aquilo não era um jogo para a Bundesliga, era para a Liga Europa e aí o que conta é marcar mais golos que o adversário. Se for fora de casa melhor ainda.
Jogo positivo do Benfica que já está em vantagem na eliminatória.
A vitória em solo alemão está marcada para uma noite muito mais épica e emocionante. Lá para os lados de Hamburgo.

Para finalizar uma questão tipo Buzz: De 28 de Agosto do ano passado até hoje quantas equipas perderam um jogo oficial com o Hertha de Berlim neste estádio?
Uma.
Qual?
Quem haveria de ser?

11 comentários:

  1. antónio gouveia,

    o teu comentário foi obviamente eliminado.
    usa essa linguagem no teu blog.

    ResponderEliminar
  2. foi o setúbal? a naval? eh pá, desisto.

    ResponderEliminar
  3. lá vem o sporting para o meio de onde não é chamado...

    ResponderEliminar
  4. jg, so uma adenda
    Com o Nuremberga, Cardozo marcou o 2-1 que nos garantiu a passagem a poucos minutos do fim, e foi o Di Maria que fez o 2-2 ja nos descontos

    E no Bonfim foram dois auto golos..

    Percebo o que queres dizer, mas so para repor os factos correctos

    Espero uma exibicao muito mais colorida em Lisboa

    ResponderEliminar
  5. Certo, José! Fica o reparo. Foi mesmo o Cardozo. A minha memória está a piorar com a Sagres. :)

    Varela, os cabeçudos são sempre bem vindos aqui e sempre chamados. Ora, podiamos lá nós ignorar este fantástico facto! que coincidência, já viste? Foram os únicos a lá irem e perderem desde Agosto!

    ResponderEliminar
  6. Coitadinhos dos cabeçudos, passam os dias a pensar no Benfica e a olhar por cima do ombro a ver o que se passa do outro lado da 2ª circular e agora ficam ofendidinhos porque se falou neles. Coitadinhos...

    Quando me lembro do chouriço que tiveram com aquele alívio do Grimi no último minuto do jogo com o Herenveen... se não fosse isso até na Liga Europa já tinham ido à vida. E era obra, obra de cientista. Não se qualificarem depois do risquinho-ao-meio ter conseguido 3 vitórias nos 3 primeiros jogos...

    ResponderEliminar
  7. O Benfica tá a querer fazer a sua própria cama. Não tanto pela infelicidade do auto-golo, mas pela forma como em jogos consecutivos tem criado os lances de perigo dos adversários.

    São muitos jogos seguidos a dormir.

    Dá que pensar e nesta altura pergunto-me o que quer o Benfica.

    E temos de ser nós os adeptos a acordá-la.
    Recordo o teu post do ano do campeonato Um Euro à Benfica

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Viste ontem como sou? O Sporting passou a eliminatória de forma categórica!

    ResponderEliminar